Indicadores de Segurança: conheça aqui!

Indicadores de Segurança: conheça aqui!

Apenas se atualizar no quesito da NR-12 não garante sempre a segurança. Claro que é o mais fundamental, por causa das implicações da lei sobre a vigência da norma. De toda forma, são vários processos que você pode adotar na sua empresa que fazem a diferença na gestão de segurança.

É fundamental, para uma empresa, ter uma forma de se analisar a segurança, pois, dessa forma, vê se é necessário melhorias e, de toda forma, evitar acidentes. Os infortúnios ocasionam, além da possível perda de um funcionário, a questão legal, que envolve advogados e até tribunais nos piores casos.
Para trabalharmos de forma coesa e organizada, vamos separar em duas partes: em
pessoal e em equipacional. A primeira, se refere aos funcionários e logística humana e a outra tange toda a parte funcional de maquinário da empresa.

 

Pessoal

Para medir como as pessoas estão, pode-se ver por meio do desempenho delas. Por isso, estabeleça Key Performance Indicators (KPI). KPIs são métodos de análise para mensurar a qualidade e efetividade da equipe específica em estudo, pois pode ser aplicada em diversos setores, como a produção, administração, financeiro e outros.

Normalmente, são utilizadas em empresas que trabalham com um método Toyotista, ou seja, atender demanda ao invés de produção em larga escala. Além disso, trata-se também de analisar o processo, não só o resultado. Afinal, tem algo atrapalhando o fluxo de trabalho. Veja alguns:
Metas atingidas – o seu funcionário está rendendo? Desempenhando de forma efetiva os trabalhos propostos? Com base nos números de desempenho, você pode analisar se está tudo bem e, se necessário, averiguar o que está acontecendo. Afinal, não atingir os objetivos, significa que algo está errado, e não é necessariamente a incompetência do empregado.
Treinamentos – avalie se as equipes estão bem capacitadas para operar o maquinário. Verifique se quando há mais ou menos instruções influencia o número de acidentes ou problemas;
Exame de saúde – Veja se a periodicidade dos exames está sendo seguida, um funcionário com algum problema físico ou psicológico tem desempenho afetado de forma direta.
A CIPA – Veja se a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da sua empresa está ativa, realizando reuniões periódicas e avaliando as necessidades de segurança da empresa.

Equipacional
Nessa parte, destaca-se as Normas Reguladoras. São os cuidados que toda empresa deve ter com as máquinas e equipamentos da linha de produção.
Número de inspeções – Tenha certeza de que as inspeções estão sendo feitas, isso garante uma margem de falhas muito grandes, além de evitar multas do governo por falta de cuidados.
Quantidade de EPIs – Equipamentos de segurança, sempre a postos. Se necessário, estoque. Além disso, reforce pela empresa a sinalização a obrigatoriedade das peças.
Mensuração de não conformidades – Com as inspeções e avaliações, faça uma média de problemas encontrados, conforme ocorrem. Dessa forma, é possível realizar um diagnóstico do que está causando esses problemas.

Todos esses processos são de fácil aplicação e com resultados efetivos em médio prazo. Portanto, considere as adotar na sua empresa e cuide bem dos seus empregados. Para saber mais sobre as normas de segurança, entre em contato com a Facecontrol e fique por dentro!

 

 

CLIQUE PARA VISUALIZAR A APRESENTAÇÃO SOBRE NR-12: